Publicidade
Botão de Assistente virtual
Notícias | Rio Grande do Sul PORTO ALEGRE

Imagens de crianças pulando sobre avião histórico que foi da Varig viralizam na internet

Apreciadores da história da companhia e da aviação em geral criticam postura dos responsáveis pelas crianças, que estavam em local proibido

Por Da Redação
Publicado em: 04.05.2022 às 00:29 Última atualização: 04.05.2022 às 00:33

Na semana em que a Varig completaria 95 anos, no próximo sábado (7), imagens de crianças pulando sobre um avião histórico que pertenceu à companhia e atualmente está exposto em Porto Alegre viralizaram na internet nesta terça-feira (3).

Trecho de vídeo que circula na internet mostra crianças sobre o profundor esquerdo e a asa esquerda do avião, o que é proibido
Trecho de vídeo que circula na internet mostra crianças sobre o profundor esquerdo e a asa esquerda do avião, o que é proibido Foto: Reprodução/Internet

O vídeo mostra uma criança pulando sobre o profundor esquerdo do DC-3, prefixo PP-ANU, enquanto outra mexe em uma área próxima. Ao fundo é possível ver uma criança fotografada ou filmada por um adulto sobre a asa do avião, perto do motor esquerdo.

Apreciadores da história da Varig e entusiastas da aviação criticam especialmente a atitude dos responsáveis pelas crianças, que permitiram a brincadeira em local proibido.

Lito Souza, do canal Aviões e Músicas, um dos principais do setor da aviação no País, diz que "os pais deixarem a criança fazer isso é um absurdo". "É perigoso mesmo ficar em superfície de avião", alerta Lito, especialista em segurança na aviação. Ele comentou o assunto no Instagram.

Segundo Lito Souza, o DC-3 que está exposto no Boulevard Laçador, localizado na região do Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital, tem 52 mil horas de voo. "É um dos DC-3 mais voados do mundo e está restaurado", diz Lito, ao chamar atenção para a importância histórica do avião.

Uma verdadeira peça de museu

O DC-3 exposto no Boulevard, que pode ser visitado externamente de graça, tem 86 anos. Começou a voar em 1936 pela American Airlines até chegar ao Brasil, onde operou pela Vasp e a Transportes Aéreos Nacional. Em 1956 foi adquirido pela Real Transportes Aéreos e chegou a sofrer danos em um acidente em solo. Em 1961, com a compra da Real pela Varig, o avião passou a integrar a frota da companhia.

Depois de aposentado, o DC-3 foi para o Museu da Varig, onde permaneceu até o fechamento, em 2005. Chegou a ficar ao relento até ser restaurado por um grupo de ex-funcionários da Varig e empresários. Depois de pronto, foi levado para o pátio do Boulevard Laçador, onde se encontra até hoje.

Foto de maio de 2019 mostra fila para visitação à parte interna do DC-3 exposto em Porto Alegre
Foto de maio de 2019 mostra fila para visitação à parte interna do DC-3 exposto em Porto Alegre Foto: Pedro Müller/Especial

Antes da pandemia o projeto Varig Experience proporcionava inclusive visitas ao interior do avião, igualmente preservado. Desde então é permitida somente a visitação externa. Não existe qualquer tipo de barreira restringindo o acesso ao DC-3, mas há placas sinalizando que é proibido subir no avião.

Programação especial no sábado

Para marcar os 95 anos da fundação da Varig, comemorados no próximo sábado (7), haverá programação especial junto ao avião. Segundo informação divulgada pelo Boulevard Laçador nas redes sociais, comissários de bordo vestidos com réplicas dos uniformes dos anos 60 estarão no local das 14 às 17 horas.

Até a publicação deste conteúdo o Boulevard Laçador não havia se pronunciado publicamente sobre as imagens das crianças pisando no profundor esquerdo e na asa esquerda do avião.

Foto de maio de 2019, quando ainda havia visitação à parte interna do avião, inclusive à cabine de comando
Foto de maio de 2019, quando ainda havia visitação à parte interna do avião, inclusive à cabine de comando Foto: Pedro Müller/Especial

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.