Publicidade
Notícias | Rio Grande do Sul

"Um absurdo", diz especialista

Publicado em: 11.03.2021 às 03:00 Última atualização: 11.03.2021 às 08:40

Economista Raul Velloso Foto: Sheyla Leal/Agência Senado
Para o especialista em contas públicas Raul Velloso, o auxílio é criado em um momento inadequado, com as contas públicas em crise.

"É como se fosse um salário indireto, um valor que a pessoa recebe a mais. Não entra no bolso dela, mas vai pagar esse tipo de despesa", avalia.

Velloso classifica como "um absurdo" a criação do auxílio na atual conjuntura econômica.

"Como no pior momento da crise para o Estado, cria-se um benefício que, por mais meritório que seja em si, possa ser viabilizado com o Estado que está quebrado e a população passando pela maior dificuldade dentro da pandemia? É uma coisa que não faz muito sentido", avalia.

 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.