Publicidade
Acompanhe:
Notícias | Região Direitos Humanos

Acolhimento de venezuelanos completa um ano

Em seis meses, os 80 imigrantes que chegaram na cidade já estavam empregados

Última atualização: 01.10.2019 às 09:21

Foto por: Andrei Fialho/Especial
Descrição da foto: Prefeito Miki Breier recebeu os novos moradores
Na última sexta-feira, 27, completou um ano desde o dia em que o grupo de 80 venezuelanos, vindo de Roraima, foi instalado no abrigo temporário, preparado pelo município e alugado pela ACNUR, a Agência da ONU para os Refugiados por seis meses. Uma força tarefa, coordenada pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e Habitação, busco parcerias para fornecimento de alimentação, doação de roupas, calçados e materiais de higiene pessoal. Equipes da Prefeitura fizeram mutirões para regularizar cadastros nos órgãos públicos a fim de garantir a cidadania de todos. "Um dos principais objetivos era promover a autonomia deles através do emprego e neste sentido, o empresariado local foi sensível: todos foram colocados no mercado de trabalho, permitindo que pudessem recomeçar suas vidas, o que para nós é motivo de orgulho", contou o prefeito Miki Breier.

Raul Rojas, de 28 anos, e Jesus Montiel, de 33, conseguiram emprego ainda no abrigo, num supermercado da Avenida Flores da Cunha. Com a carteira assinada há um ano, eles contam que ainda estão em adaptação, principalmente com a cultura e o idioma. "Algumas dificuldades ainda surgem, mas tenho trabalho e moradia aqui. Me senti muito grato pela acolhida de todos", diz Jesus, que mora no bairro Anair. Raul, que se estabeleceu na cidade de Alvorada, conversa com a mãe e os irmãos via aplicativo de mensagens. "Estou bem aqui, mas me sinto aflito pela situação deles lá, que está bem difícil", desabafa ele.

A experiência com a acolhidas dos venezuelanos já garantiu a realização do 1º Seminário sobre Imigração: Construindo a Rede de Proteção aos Imigrantes, realizado em agosto com o objetivo de ampliar e qualificar os serviços, além de dar visibilidade aos atendimentos já realizados para esta população. O Governo Federal também reconheceu os esforços do município com a doação de um micro-ônibus de 25 lugares para dar apoio às ações para a rede de Assistência Social em Cachoeirinha.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.