Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus Negativa brasileira

Anvisa nega importação e Cachoeirinha fica sem 100 mil doses da Sputnik V

Vacina russa foi rejeitada pela agência. Prefeito Miki Breier diz que Prefeitura comprará doses assim que possível

Por Bruna Aquino
Publicado em: 27.04.2021 às 10:59 Última atualização: 28.04.2021 às 09:59

Por unanimidade, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou na noite dessa segunda-feira (26) o pedido de importação e uso da vacina russa Sputnik V. Nove estados tentavam adquirir o imunizante para avançar na vacinação contra a Covid-19, entre eles o Rio Grande do Sul. Municípios como Cachoeirinha haviam sinalizado interesse na compra da Sputnik V e o processo estava bem agilizado pelo Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal). Agora, as prefeituras aguardam por remessas do governo federal, mas mantém a esperança de adquirir doses, como destaca nesta terça-feira (27) o prefeito Miki Breier.

"Estávamos junto com a Granpal tentando a compra da Sputnik V. Cachoeirinha havia solicitado 100 mil doses e agora, com a negativa, vamos seguir lutando. Temos o consórcio da Frente Nacional de Prefeitos, tem o consórcio da Granpal, mas ainda não liberaram a compra direta nem dos municípios e nem dos consórcios. Vamos continuar aguardando o que vem do Ministério e tentando viabilizar os consórcios. Assim que for possível, vamos comprar sim algumas doses para a cidade", disse Miki.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.