Publicidade
Notícias | Especial Coronavírus

Alimnorte contesta classificação da bandeira

Publicada: 22.06.2020 às 12:02

 

Conforme o prefeito de Imbé, Pierre Emerim, uma reunião entre representantes das cidades que integram a Amlinorte, levantou pontos que contestam junto ao governo a classificação de bandeira vermelha prevista para vigorar a partir de terça-feira (23). Uma das alegações é que o cálculo do Estado não considera o aumento da população da região, com demonstrações claras de que o movimento nas cidades litorâneas manteve o mesmo padrão comum dos meses de verão.

Além disso, segundo a Alimnorte, a revisão dos dados com base no fato de que pessoas de outras regiões estão internadas em hospitais do Litoral Norte, interfere diretamente na conclusão do estudo que define a bandeira vermelha. Outro questionamento feito  é quanto aos baixos investimentos na região do Litoral Norte, principalmente se comparado a outras regiões do Estado.

A Alimnorte moverá uma ação judicial contra o Estado com objetivo de garantir a contratação de mais leitos de UTI nos hospitais da região, dada a ocupação quase total dos leitos hospitalares. O Hospital de Tramandaí, por exemplo, está com 100% de ocupação na UTI Covid e 90% de ocupação na UTI.  A resposta do Governo do será dada nesta segunda-feira, até às 14 horas, com resposta ao recurso para definição se o Litoral Norte seguirá na bandeira vermelha ou retornará para a laranja. 

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.