Publicidade
Botão de Assistente virtual
Multimídia | Vídeos NOVO HAMBURGO

VÍDEO: veja como será a futura Estação de Tratamento de Esgoto Luiz Rau

Engenheiros responsáveis pelo projeto detalharam operação a entidades e corpo técnico da autarquia

Por Matheus Chaparini
Publicado em: 19.08.2022 às 17:15 Última atualização: 19.08.2022 às 17:15

O funcionamento daquela que será a maior estação de tratamento de esgoto de Novo Hamburgo foi apresentado detalhadamente nesta semana. Engenheiros da empresa responsável pelo projeto da ETE Luiz Rau, a Magna Engenharia, palestraram para entidades e servidores da Comusa.Foram convidados para o evento entidades ligadas à construção como o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) e Sindicato das Indústrias da Construção Civil (Sinduscon), além do corpo técnico da autarquia. Por cerca de duas horas, os profissionais demonstraram como a estação irá funcionar. (Veja tour virtual acima).

"O objetivo era fazer uma demonstração para as entidades que são dessa área, de construção, e principalmente para a nossa equipe técnica ter isso muito claro, como vai operar, de que forma o esgoto vai chegar lá e como será a operação dentro da estação", explica o diretor-geral da Comusa, Márcio Lüders.

Obra paralisada

Desde maio, a obra está parada na fase de terraplanagem. A previsão é de que seja retomada em setembro.

Nesta semana, foram abertos os envelopes da licitação, que selecionou a empresa Construsinos, única participante, para retomar os trabalhos. O valor da obra é de R$ 8,8 milhões, 80,6% a mais do que o valor da primeira concorrência, feita em outubro de 2021, quando a terraplanagem estava orçada em R$ 4,8 milhões. A diferença é atribuída à alta no custo dos insumos, como argila e diesel.

De acordo com Lüders, esta etapa deve ser concluída até o fim deste ano. Em seguida, inicia a obra de construção da estação, que deve durar dois anos. A estação deve entrar em funcionamento no fim de 2024. "Vai ter muito mais de 50% de esgoto tratado em Novo Hamburgo e vamos ter um arroio correndo a céu aberto no Centro da cidade que não vai mais ter esgoto, ou vai ter o mínimo de esgoto", afirma.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.