Botão de Assistente virtual
Informe Especial EDUCA MAIS BRASIL

Assistente social: profissionais atuam na manutenção dos direitos da população

Entenda o importante papel da classe no cenário do país

Por Agência Educa Mais Brasil
Publicado em: 13.05.2022 às 15:40 Última atualização: 13.05.2022 às 15:41

Representação, cuidado, zelo e, acima de tudo, empatia. São palavras que definem bem o trabalho dos assistentes sociais, profissionais que atuam na manutenção e na viabilização dos direitos sociais para tentar tornar a vida da população mais justa e igualitária. O papel deles vai muito além do combate à desigualdade.

Assistente social: profissionais atuam na manutenção dos direitos da população
Assistente social: profissionais atuam na manutenção dos direitos da população Foto: Agência Educa Mais Brasil

Esses profissionais buscam entender a realidade da sociedade para, assim, junto aos órgãos responsáveis, orientar e garantir o acesso a serviços que todas as pessoas têm direito, como a saúde e educação. Por ser tratar de uma atividade que convive diariamente com o cenário social do país, os assistentes sociais são importantes fontes de informação e conhecimento nos ambientes onde são inseridos.

“O papel do assistente social é trabalhar como uma ponte entre a comunidade e as instituições, sejam elas públicas ou privadas, para resolver os conflitos e as diversas questões envolvendo toda a sociedade. O Brasil tem uma carência muito grande de políticas públicas. Então, ter um profissional de qualidade é essencial”, opina a estudante do terceiro semestre do curso de Serviço Social Lucy Alves, 68.

Sempre engajada nas causas sociais, a estudante se sente realizada ao concretizar o sonho de seguir na carreira. “O serviço social está presente na minha vida desde os quinze anos quando eu pegava as amostras de remédio do meu pai, que era farmacêutico, para fazer ações comunitárias na igreja. Hoje, eu trabalho no CAPS infantil, que tem um programa de assistência às mulheres que têm filhos com transtornos mentais e estou bem trabalhando com isso. É um suporte importante para as famílias”, pontua Lucy.

É através do trabalho dos assistentes sociais que as situações de negligências são expostas e tratadas de forma técnica, porém, sem esquecer do lado humano. Seja nos hospitais, nos órgãos governamentais e não governamentais, no terceiro setor ou na esfera privada, o objetivo sempre será o mesmo: ajudar e apoiar os menos favorecidos. Além disso, são eles que trabalham na análise, elaboração, coordenação e execução de planos, programas e projetos de políticas públicas, para auxiliar a população carente e tentar garantir que todos tenham acesso a condições mínimas de uma vida digna.

Para a Coordenadora do Curso de Serviço Social da UniAteneu Aline Braúna, esses profissionais têm um papel extremamente importante na sociedade. São eles que buscam assegurar que todos tenham conhecimento sobre os serviços e benefícios que são um direito social e não favor. “Nós trabalhamos diretamente com as questões, dúvidas e indagações sociais, temos a reflexão crítica pautada no projeto Ético Político. Por isso, o papel do assistente social é fundamental na busca de efetivação desses direitos”, pontua a profissional.

Dia do Assistente Social

No dia 15 de maio é celebrado o dia do Assistente Social graças ao do Decreto 994/62 editado em 15 de maio de 1962, que regulamenta a profissão, criando assim os Conselhos Federal e Regionais, que regimentam as atividades da classe.

A prática profissional também é orientada pelos princípios e direitos firmados na Constituição de 1988 e na legislação complementar referente às políticas sociais e aos direitos da população. Atualmente, existem aproximadamente 200 mil profissionais com registro nos 27 Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS) no Brasil. Desses, pouco mais de 90% do contingente trabalhador é composto por mulheres, como aponta a pesquisa “Assistentes Sociais no Brasil”, realizada em 2005 pelo Conselho Federal de Serviço Social (CFESS).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.