Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes Esportes

Nadadora não ter sentido desgaste físico antes de desmaio: 'Escureceu de repente'

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 24.06.2022 às 09:19

A americana Anita Álvarez, atleta de nado artístico que desmaiou durante uma prova do Mundial de Esportes Aquáticos de Budapeste, não sentiu nada além do cansaço com o qual está acostumada nas competições. Em entrevista publicada pelo jornal espanhol El País nesta sexta-feira, a nadadora descreveu o episódio, afirmando que não percebeu nenhum sinal físico de que estava prestes a perder a consciência.

"Só senti que estava dando tudo de mim na piscina", afirmou a atleta de 25 anos ao periódico. "Nesta rotina eu estava muito bem, tão cansada como sempre, mas gostando. E quando senti que finalmente poderia me permitir relaxar um pouco, foi o momento em que tudo ficou escuro. Não me lembro de mais nada depois disso", completou.

O quadro de exaustão veio ao término da apresentação de Álvarez no solo do nado artístico. Ela perdeu os sentidos repentinamente e afundou na água, drama respondido com velocidade pela treinadora Andrea Fuentes, que saltou na piscina, sem sequer tirar a roupa para resgatar a nadadora. Tudo isso durou cerca dois minutos.

A americana tem histórico de desmaios. Na edição passada, em Barcelona, desmaiou durante as Eliminatórias para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A perda de consciência da última quarta-feira, contudo, foi diferente. "No passado, eu senti que estava desmaiando. Desta vez, acredito que estava muito conectada mentalmente, tão focado em meu papel, vivendo o momento tão intensamente, que realmente estava desfrutando de minha atuação. Então, segui, segui e segui", explicou.

O momento dramático protagonizado por Álvarez e o resgate efetuado por Fuentes foram registrados em fotografias com as quais a atleta já teve contato. Depois de ficar um pouco chocada ao se ver em estado tão preocupante, assimilou as informações contidas nas imagens e passou a gostar delas.

"Agora, penso que as fotos são bonitas de alguma maneira. Ver-me ali afundada na água, tão em paz, tão em silêncio, e ver Andrea mergulhando com seu braço estendido tentando me alcançar, como uma super heroína… Nas fotos, tudo parece muito natural, embora resgatar uma pessoa do fundo de uma piscina e carregá-la até superfície seja muito difícil", disse.

Anita Álvarez compete ainda nesta sexta-feira na prova livre por equipes do nado artístico em Budapeste. "Quero terminar esta competição, que tem sido a melhor dos EUA em muito tempo. Estou muito contente com meu solo, e agora não quero faltar ao compromisso com minha equipe na final do livre. Quero encerrar de cabeça erguida", finalizou.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.