Publicidade
Botão de Assistente virtual
Esportes Esportes

Atlético-GO se reabilita e complica o Bahia na briga contra o rebaixamento

Por Estadão Conteúdo
Publicado em: 29.11.2021 às 21:39

Foi com muita emoção, com um gol nos acréscimos, que o Atlético-GO conseguiu se reabilitar após ficar seis jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro para voltar a brigar por uma vaga na Copa Sul-Americana de 2022. Na noite desta segunda-feira, em confronto válido pela 35ª rodada, o time goiano recebeu e venceu o Bahia, pelo placar de 2 a 1, em uma partida com tempos totalmente distintos no gramado do estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

Depois da primeira etapa ter sido bastante estudada com poucas chances claras, os dois times foram para o tudo ou nada no segundo tempo e balançaram as redes por três vezes. Com o resultado, o Atlético-GO subiu para a 13ª colocação com 44 pontos ganhos. Já o Bahia, segue próximo da zona de rebaixamento, com 40 pontos, na 16ª colocação. Tem o mesmo número de pontos do Juventude, que está no Z-4, mas fica em vantagem nos critérios de desempate.

Mesmo jogando fora de casa, o Bahia começou pressionando o Atlético-GO com uma marcação alta, mas não conseguiu transformar isso em chances de gol. Do outro lado, os donos da casa respondiam em contra-ataques rápidos e levou perigo aos 15 minutos, em um chute de André Luís que parou na defesa de Danilo Fernandes.

A resposta do Bahia veio em duas jogadas de bola alçada na área. Aos 31, Patrick de Lucca pegou a sobra e cabeceou firme, mas mandou por cima do gol. No lance seguinte foi a vez de Gilberto ter a sua chance, mas acabou chutando a bola muito forte, que saiu longe do gol. Por isso, o primeiro tempo terminou zerado.

A segunda etapa foi totalmente diferente e o primeiro gol do jogo saiu logo aos 13 minutos. Depois de um erro da defesa adversária, Janderson ficou com a bola e quando foi chutar, foi derrubado por Lucas Mugni. Ligado no lance, o árbitro marcou pênalti. Marlon Freitas foi para a cobrança e não desperdiçou, colocando o Atlético-GO em vantagem.

Depois de algumas mudanças feitas por Guto Ferreira, o Bahia melhorou em campo e empatou aos 25 minutos. Após cruzamento da direita, Rossi resvalou na bola que sobrou para Rodallega que pegou de primeira e mandou para o fundo das redes, sem chances para Fernando Miguel.

Mas, quando parecia que o duelo iria mesmo terminar empatado, o Atlético-GO foi para cima e marcou o gol da vitória aos 47 minutos do segundo tempo. Depois de um contra-ataque rápido, Lucão fez o pivô e serviu Janderson que fuzilou para o fundo das redes. Uma grande festa nas arquibancadas que estavam lotadas. Um clima de final de campeonato.

Os times voltam a campo ainda nesta semana para a reta final do Brasileirão. Na quinta-feira, o Bahia recebe o Atlético-MG na Arena Fonte Nova, às 18h. Já na sexta-feira, o Atlético-GO visita a Chapecoense, na Arena Condá, às 20h.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 2 X 1 BAHIA

ATLÉTICO-GO - Fernando Miguel; Dudu, Éder, Pedro Henrique e Arthur Henrique; Willian Maranhão (Lucão), Marlon

Freitas e João Paulo (Rickson); André Luís (Ronald/Montenegro), Janderson e Zé Roberto (Baralhas). Técnico: Marcelo Cabo.

BAHIA - Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Conti, Gustavo Henrique e Matheus Bahia; Lucas Mugni (Rossi), Patrick de Lucca, Rodriguinho (Daniel) e Juninho Capixaba; Raí Nascimento (Ronaldo César) e Gilberto (Rodallega). Técnico: Guto Ferreira.

GOLS - Marlon Freitas, aos 13, Rodallega, aos 25 e e Janderson, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS - Baralhas, Éder, Janderson e Marlon Freitas(Atlético-GO). Juninho Capixaba, Lucas Mugni e Patrick de Lucca (Bahia).

CARTÃO VERMELHO - Juninho Capixaba (Bahia).

PÚBLICO E RENDA - Não divulgados.

LOCAL - Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO).

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.