Publicidade
Cotidiano | Turismo Turismo

A volta do Museu Militar na capital

Após reforma, instituição está retornando. E em guerra contra coronavírus

Por Bruna Mattana
Publicado em: 03.07.2021 às 03:00 Última atualização: 03.07.2021 às 12:07

O Museu Militar do Rio Grande do Sul reabre para visitação a partir do próximo sábado, 10 de julho, e reserva grandes novidades. O espaço, que fica na Rua dos Andradas, 630, no Centro Histórico de Porto Alegre, passou por reformas e permaneceu fechado por mais de um ano. A solenidade oficial de abertura do local será no próximo dia 7, restrita a convidados e imprensa.

30/06/2021 MUSEU DO EXÉRCITO EM PORTO ALEGRE Foto: PAULO PIRES/GES

Segundo o diretor do museu, coronel Ílio Araújo Oliveira Júnior, 47 anos, o espaço pertence ao Comando Militar do Sul, que compreende os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e é comandando pelo general Valério Stumpf Trindade, responsável pela revitalização. O Comando Militar do Sul conta com o maior efetivo do Exército do Brasil. São mais de 50 mil homens.
O museu foi idealizado em 1994 pelo então comandante da 3ª Região Militar, o general de divisão João Carlos Rotta, com o intuito de preservar, conservar e expor objetos históricos do Exército Brasileiro e do Comando Militar do Sul. Ele foi inaugurado em 24 de maio de 1999.
“O local contava com algumas peças de artilharia, canhões e alguns blindados. Agora, possui diversos armamentos da Segunda Guerra Mundial, jipes, viaturas de transporte, armamentos utilizados pelo Exército, como canhão, metralhadora, revólver, pistola.”
Interação
Segundo o coronel, o museu também traz novos espaços, mais interativos. As crianças, por exemplo, terão a oportunidade de conferir réplicas de helicópteros, miniaturas de cavalos, blindados, e painéis com explicações.
No local, também será possível conferir a réplica de um balão que foi usado por Duque de Caxias na Guerra do Paraguai e que foi o embrião para o surgimento da aviação no Brasil.
“Esse prédio é de 1867. Ele era um arsenal de guerra. É um lugar que traz muita história. Teremos uma parte dedicada a contar tudo isso. É um espaço destinado para todas as idades, com vasto acerto histórico e que reunirá cultura e entretenimento”, salienta o diretor.
Conforme o coronel, reformas estruturais também foram realizadas, com pintura interna e externa e investimento na parte elétrica, com renovação de toda parte de iluminação. O telhado também passou por reformas.

Segundo o diretor do museu, quem quiser conhecer mais sobre a história das forças armadas poderá agendar sua vista por meio do telefone (51) 3226-5883. Devido à pandemia, os visitantes serão alocados em grupos, para que haja o devido distanciamento. Escolas também poderão levar suas turmas mediante agendamento. A visitação ocorrerá de terça a domingo e a entrada é gratuita.


Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.