Publicidade
Acompanhe:
Cotidiano | Decoração Luxo e a sustentabilidade

Na decoração, o momento é de reaproveitar

Neste período em que a crise ensinou todo mundo a maneirar, veja ideias de renovação diferentes

Última atualização: 18.04.2020 às 10:25

Em arquitetura e decoração é comum que algumas modas se sucedam ao longo do tempo, embora muitas linhas gerais permaneçam. Uma tendência que já andava em alta e está se tornando mais forte por conta das circunstâncias é a da sustentabilidade e da aposta em materiais reaproveitados.

Trata-se, na verdade, de uma combinação de vários estilos e tendências. Por um lado, há, em anos recentes, uma crescente valorização dos materiais ditos sustentáveis, como madeiras de demolição. É esta linha que tornou chiques, por exemplo, as paredes com tijolos rústicos, às vezes reaproveitados, e também as pedras em estado mais bruto.

Em uma dimensão mais doméstica, da decoração do dia a dia, o reaproveitamento também sempre esteve na moda, embora recentemente também tenha ganho destaque em vários projetos. Às vezes, pintar com tons coloridos um velho móvel pode dar um aspecto irreverente e moderno para um projeto ou ambiente. E em muitos casos, o próprio morador valoriza algum objeto afetivamente, e procura maneiras de adaptá-lo em releitura a uma época diferente daquela em que ele foi adquirido ou fabricado.

Retrô

Finalmente, também há uma escola arquitetônica e decorativa que aposta abertamente nos anacronismos. O estilo retrô, que nunca chega a sair de moda, tem andando em alta em anos recentes por conta da moda hipster. A valorização de antiguidades, às vezes colocadas lado a lado com modernas tecnologias e dispositivos, é uma característica em alta.

Em tempos de crise, também, a sustentabilidade e a reciclagem adquirem um papel até heroico. Nas imagens ao lado, veja algumas ideias.

Faça você mesmo

O envelhecimento de móveis é uma tendência bem conhecida em decoração, que nunca chega a sair de moda. Em alguns casos, a proposta pode ser, inclusive, apostar em tornar mais evidentes ainda as características antigas do móvel, no lugar de pintá-lo.

A irreverência de jogar com as cores

Visuais coloridos combinam muito bem com reaproveitamento de objetos e móveis, como na imagem acima, na qual gavetas, caixas e uma cadeira foram mescladas com objetos e plantas, entre muitas cores, para dar uma impressão de alegria e de irreverência. A brincadeira é sob medida para dar um up naquele cantinho da casa que andava meio sem graça.

A aposta nos materiais

Esta imagem de showroom de mostra arquitetônica ilustra a experimentação com materiais de reaproveitamento ou rústicos, mostrando pedra bruta ou exposta e a argamassa à vista conjugadas com madeirame com tratamento rústico, com direito a nós bem visíveis.

Brincadeira com anacronismos

Muito antes da moda dos hipsters, os objetos de antiquário já eram sinônimo de luxo e elegância. Mas nos últimos tempos eles foram elevados a uma categoria toda própria na decoração. Mesclar tecnologias novas e antigas, colocar algumas cores e trazer as velharias do baú para o protagonismo estão mais em alta do que nunca.

Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.