Publicidade
Cotidiano Combate à Covid

Entenda as diferenças entre as vacinas da Coronavac e da Oxford/AstraZeneca

Ambos os imunizantes tiveram uso emergencial aprovados pela Anvisa e podem ser usados no Brasil

Publicado em: 17.01.2021 às 15:57 Última atualização: 17.01.2021 às 15:58

Coronavac será produzida no Brasil pelo Instituto Butantan Foto: Divulgação/Camilla Carvalho/divulgação
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou por cinco votos a zero o uso emergencial de duas vacinas contra o coronavírus. A CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, e a vacina de Oxford, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os técnicos da agência recomendaram o monitoramento de incertezas e a reavaliação periódica dos dois imunizantes. 

Mas quais as diferenças entre as duas vacinas?

A diferença entre as duas vacinas está na tecnologia e não na sua origem, chinesa ou europeia. A vacina da CoronaVac usa o vírus inativado e a vacina de Oxford usa o vetor viral.

CoronaVac

 

Vacina de Oxford
Gostou desta matéria? Compartilhe!
Encontrou erro? Avise a redação.
Publicidade
Matérias relacionadas

Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.