Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
França

Fragmentos da catedral

Após o incêndio na última semana, a Notre-Dame que o mundo conheceu, mesmo depois da restauração, só viverá através das imagens. A seguir, uma pequena seleção de fotos feitas em 2017
21/04/2019 03:00 23/04/2019 12:59

Foto por: Eduardo Andrejew/Especial/Eduardo Andrejew
Descrição da foto: Fachada lateral e sua trama rica de detalhes
As imagens do incêndio que destruiu parcialmente a Catedral de Notre-Dame, em Paris, deixaram o mundo atônito. Houve tempo para salvar diversas relíquias importantes que se encontravam no interior do templo e, felizmente, os seus célebres vitrais sobreviveram ao desastre. O presidente da França, Emmanuel Macron, prometeu que a parte avariada será reconstruída em no máximo cinco anos. Promessa ousada, mas que dá a dimensão da importância dessa catedral, que se tornou uma dos principais símbolos de Paris e um dos templos mais visitados no mundo.

Mesmo que o prazo seja cumprido, o que virou cinza não tem mais retorno. O exemplo marcante dessa situação trágica é a "flecha", o pináculo que indicava o ponto mais alto da catedral e desabou junto com o telhado. É fato que Notre Dame já sofreu danos severos em outras épocas, causados por saques e atos de vandalismo. Certamente houve perdas inestimáveis no conturbado período da Revolução Francesa, no século 18.

A diferença daqueles tempos para os dias de hoje é que agora há farta documentação visual do que desapareceu. Por isso a ideia de publicar algumas imagens da catedral. Fragmentos do que sobreviveu e do que se foi. Trata-se de uma simples homenagem à memória e à força simbólica de Notre-Dame de Paris.

  • Luz tênue no interior da catedral
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Gárgulas no alto de Notre-Dame
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Gárgula observa Paris e a Torre Eiffel
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Fachada lateral e sua trama rica de detalhes
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Rio Sena visto do alto da catedral. Flecha destruída pode ser vista à esquerda
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Detalhe da estátua de Joana d'Arc
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial
  • Detalhe de um dos belos vitrais
    Foto: Eduardo Andrejew/Especial

Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE