Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Chacina

Preso em Montenegro homem que matou a facadas quatro pessoas da mesma família

Crime bárbaro aconteceu na última quarta-feira em Triunfo
12/01/2019 17:51 12/01/2019 17:53

Foto por: Brigada Militar
Descrição da foto: Deoclides da Silva foi preso quando chegava na casa de parentes em Montenegro
O homem suspeito de matar a facadas quatro pessoas da mesma família foi preso na tarde deste sábado (12) em Montenegro. O crime bárbaro aconteceu na última quarta-feira em Triunfo. Deoclides da Silva, de 45 anos, chegava na casa de parentes na Rua Felipe Panitz, no bairro São Paulo, após três dias escondido no mato, quando foi preso por policiais militares. Ele afirmou aos PMs que caminhou até a residência e que estava com fome. 

Desde o dia do crime Silva era procurado pela Polícia. A Justiça também havia decretado a prisão preventiva dele na sexta-feira, dois dias após as mortes de Mirian Ribeiro Pereira, 52 anos, Valquiria Pereira Borges, 30, Valéria Pereira Borges, 28, e João Paulo Pereira Borges, 21. As vítimas eram mãe e filhos. O caso também poderia ter sido pior, não fosse um jovem de 19 anos conseguir deixar a casa com duas crianças.

A Brigada Militar chegou até Silva após receber uma denúncia anônima. Ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro. Segundo o delegado, Paulo Roberto da Costa, Silva será transferido para um presídio após prestar depoimento.

Para o delegado, até o momento, a chacina teve como motivação uma briga entre vizinhos. Silva e as vítimas moravam em casas próximas na localidade de Barreto e discutiam constantemente por várias razões, entre elas, som alto na casa de Mirian e dos filhos. No ano-novo também tinham tido um desentendimento pelo mesmo motivo. Silva tem antecedentes por ameaça e por atentado violento ao pudor.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE