Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
PUBLICIDADE
Decisão

Inter pronto para o primeiro confronto em busca do bi da Copa do Brasil

Colorado encara o Athletico-PR nesta quarta-feira, em Curitiba, pelo duelo de ida da final do torneio nacional
10/09/2019 19:37 11/09/2019 07:42

Foto por: Ricardo Duarte/Inter
Descrição da foto: Guerrero é o artilheiro do Inter e da Copa do Brasil
O Inter está a 180 minutos de conquistar o bicampeonato da Copa do Brasil. Há 27 anos, o Colorado levantou o seu único caneco do torneio nacional ao bater o Fluminense na decisão. Já em 2009, na segunda final que disputou, o clube gaúcho teve nova oportunidade de vencer a competição, mas esbarrou no Corinthians, do atacante Ronaldo Fenômeno. E nesta quarta-feira (11), a partir das 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), a equipe comandada por Odair Hellmann - que busca sua primeira taça como treinador - começa a decidir o título contra o competente Athletico-PR, de Tiago Nunes.

Desde a conquista da Recopa Sul-Americana de 2011, a torcida colorada vive um jejum de títulos de expressão aos quais ficou acostumada no novo milênio. Além disso, viveu o drama da Série B do Campeonato Brasileiro em 2017, e ainda busca sua reconstrução como instituição. Tudo isso estará em campo na capital paranaense, tendo em vista que o time rubro não quer repetir o mesmo insucesso que teve nas quartas de final da Libertadores contra o Flamengo, quando o primeiro jogo fez toda a diferença em sua eliminação.

E como grande esperança de bola na rede, o Inter aposta suas fichas no peruano Paolo Guerrero. O centroavante é o goleador colorado na temporada com 13 gols em 23 jogos. O camisa 9, que pediu sua dispensa da seleção do seu país, é também um dos artilheiros da Copa do Brasil, com cinco gols. Ele divide o posto com Luciano (Grêmio) e Pipico (Santa Cruz).

Na semana passada, Guerrero marcou dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro pela semifinal do torneio nacional e já possui o status de ídolo com a camisa vermelha. Na grama sintética da Baixada, o peruano terá a missão de desbancar um adversário bastante forte dentro da sua casa.

Assim como o Colorado, o Athletico-PR faz do seu estádio a sua fortaleza. No entanto, nada será decidido em Curitiba, pois a grande decisão ocorre na próxima quarta-feira, às 21h30, no Gigante da Beira-Rio.

O JOGO

ATHLETICO-PR
Santos; Khellven (Madson), Robson Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington Martins e Bruno Guimarães; Nikão, Léo Cittadini e Rony; Marco Ruben. Técnico – Tiago Nunes.

INTER
Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso; Edenilson, Patrick, D'Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero. Técnico – Odair Hellmann.

Detalhes
Local – Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Horário – 21h30. Arbitragem - Raphael Claus (SP), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Neuza Inês Back (SP). Transmissão – Rádio ABC, Globo, SporTV e Pay-per-view.

Técnicos em duelo particular pela taça

À beira do gramado, os treinadores Odair Hellmann e Tiago Nunes também farão uma disputa à parte. O técnico do Furacão, que levou os atleticanos ao título da Sul-Americana 2018, quer garantir o segundo troféu nacional do clube - o Athletico venceu o Campeonato Brasileiro em 2001. Já Hellmann almeja recolocar o Inter no topo do futebol brasileiro e, de quebra, adicionar à conta rubra o milionário prêmio de R$ 52 milhões para o campeão (total de todas as fases chegaria a R$ 64,35 milhões). Quem ficar com o vice fatura R$ 21 milhões (total de R$ 33,35 milhões).

Após ter passado por Palmeiras (atual campeão brasileiro) e Cruzeiro (atual bicampeão da Copa do Brasil), o Inter busca bater os paranaenses que conquistaram o título sul-americano no ano passado. E o retrospecto do Colorado na Baixada não é dos piores e faz os torcedores acreditarem. Em 19 jogos desde 1999, são dez vitórias do Athletico, três empates e seis vitórias do Inter. Ontem, a equipe gaúcha fez um treino de reconhecimento do gramado e terá todo o grupo à disposição.

Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE