Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Colorado

Roberto pode entrar na zaga contra o Bahia

Inter não conta com Emerson Santos, suspenso, e Cuesta deve ter nova companhia na zaga
10/06/2019 21:09

Foto por: Ricardo Duarte/Inter
Descrição da foto: Com Emerson Santos suspenso, Roberto (esquerda) deve jogar
O Inter terá que contornar um problema na defesa para escalar o time que enfrenta o Bahia, às 21h30 de quarta-feira (12), no Estádio Beira-Rio, pela 9ª rodada do Brasileirão. No último compromisso antes da parada para a Copa América, o técnico Odair Hellmann não terá o zagueiro Emerson Santos à disposição, pois o defensor levou o terceiro cartão amarelo na derrota para o Vasco. Ainda sem Rodrigo Moledo, que se recupera de lesão, Víctor Cuesta terá como companheiro de zaga Roberto ou Klaus. O jovem, de 21 anos, está à frente do defensor de Dois Irmãos na corrida pela titularidade, o que deve ser confirmado no último treino, na tarde de terça (11).

Hellmann também aguarda por Edenilson, que apenas correu no gramado ao lado de Rodrigo Dourado. O volante sentiu um desconforto na coxa direita diante dos vascaínos e pode dar lugar a Patrick. O Inter ainda poderá ter o retorno de D'Alessandro ao time. A tendência é que o Colorado atue com Marcelo Lomba; Zeca, Roberto (Klaus), Cuesta e Uendel; Lindoso, Nonato e Edenilson (Patrick); D'Alessandro, Nico López e Rafael Sobis.

Com o fator casa como grande diferencial na temporada, o Inter mira mais uma vitória dentro dos seus domínios para voltar a subir na tabela de classificação, até porque precisa reaver pontos desperdiçados fora de casa. "Às vezes você monta um time campeão em um mês e às vezes demora um pouco mais. Acho que estamos no caminho certo, nos reestruturando, melhorando como clube dentro e fora de campo", pontuou o lateral-esquerdo Uendel, na segunda (10), em entrevista coletiva.

Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE