Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Reforço na saúde

Agora o posto é 12 Horas na zona norte de Cachoeirinha

Depois de 45 dias de obras, foi reaberto nesta quinta (9) o antigo Pronto-Atendimento 24 Horas, com nova característica e horário reduzido.
09/05/2019 10:59 09/05/2019 11:08

Foto por: Fernando Lopes/GES
Descrição da foto: Unidade renovada foi inaugurada na comunidade
Não tinha fila, mas a operadora de máquinas Deise Zucco, 36 anos, teve de esperar pacientemente até que os discursos de um lado, e os cartazes de protesto de outro, dessem lugar para aa abertura das portas, depois de 45 dias de reformas, da renovada unidade de saúde da zona norte de Cachoeirinha, na manhã desta quinta. O antigo Pronto-Atendimento 24 Horas, agora é uma uma unidade de atendimento diferenciado na cidade, com 12 horas ede funcionamento, e recebeu o nome de Unidade de Saúde Odil Silva de Oliveira (Dilo). Deise foi uma das primeiras a ser atendidas.

"Estou com sintomas bem fortes de gripe, vim dar uma olhada e consultar um clínico", diz a moradora da Vila Anair.

Ter o posto de saúde bem próximo de casa era algo que, segundo ela, já vinha fazendo falta, e era motivo de reclamação da população da região. Quem precisasse de um atendimento emergencial precisou, neste período, recorrer ao Hospital Padre Jeremias ou à UPA 24 Horas, que agora fica no bairro Jardim do Bosque. Conforme a prefeitura, foram investidos R$ 15 mil entre pintura, fiação e conserto de esgotos na estrutura da zona norte.


"Nenhum outro bairro da cidade conta com uma estrutura nestes moldes, com atendimento estendido por 12 horas. Nosso desafio é melhorar a vida da comunidade, por isso seguiremos dialogando com todos para buscar as melhores soluções", disse o prefeito Miki Breier (PSB) durante a inauguração.

A unidade abre com dois pediatras e dois clínicos gerais. Uma estrutura, segundo o secretário municipal da Saúde, Paulo Abrão, ainda incompleta. Outros três pediatras devem assumir no município nos próximos dias, e a unidade 12 Horas já conta com um neuropediatra. Esta será a primeira especialidade extra neste posto.

Ali, funcionará ainda a Central de Vacinas, consultórios odontológicos, a sala de pequenos procedimentos e um ponto de referência para os socorristas voluntários e a Samu. A intenção da secretaria é, em quatro meses, implantar também a estrutura de saúde da família nesta unidade. Os levantamentos populacionais do atendimento já iniciaram.

"Esta reformulação foi toda construída com parcerias. Seja na estrutura, com doações de tintas e outros materiais, ou na forma de atendimento. Teremos, por exemplo, o atendimento mais humanizado e ágil, com o paciente não precisando descrever o seu problema no momento em que faz a ficha administrativa. Ele passará por uma sala de acolhimento, onde será ouvido por um profissional. Boa parte dos atendimentos nem precisam chegar aos médicos com esse método", destaca Abrão.

Mudança no atendimento

Ele lembra que um encontro foi feito com a comunidade, de dali saiu a conclusão de que o melhor horário de atendimento seria das 8h às 20h, pelo histórico de maior fluxo de pacientes. O encontro também determinou que uma ambulância do município manteria plantão na unidade e haveria articulação da administração para implantação de linhas de ônibus que façam a ligação do bairro com o Jardim do Bosque, onde está o atual atendimento 24 Horas.

"Como este local já não atenderá sob a forma de atendimento emergencial 24 horas, já não acolherá, por exemplo, moradores de Gravataí, que normalmente vinham para cá e acabavam aumentando a demanda para o município", diz o secretário.

Foto por: Fernando Lopes/GES
Descrição da foto: Moradores protestam contra o fim do atendimento 24 horas no bairro
Mas a entrega da unidade que, conforme a estimativa da prefeitura, fará 1,2 mil atendimentos por mês não agradou a todos. Pelo menos 15 moradores ergueram cartazes reivindicando o retorno do atendimento por 24 horas no bairro enquanto aconteciam os discursos de inauguração. Na véspera, representantes do grupo já haviam se reunido com o prefeito para tratar do assunto.

"Estão entregando o nosso posto com 12 horas a menos de atendimento e incompleto. A população mais necessitada da cidade, que está nesta região, vai ser muito prejudicada com essa escolha", critica Olvari Trisch, um dos líderes do movimento dos moradores.
Ele critica, além do horário de atendimento, o fechamento da unidade nos finais de semana.

"Como o morador vai fazer para buscar socorro nestes horários? Ir a pé até o Jardim do Bosque, na UPA?", reclama.

A 4km da UPA

Desde 2004, até o final de março, quando foi inaugurada a UPA, o serviço 24 horas funcionava neste prédio construído na área da associação de moradores do bairro. Antes, era no atual posto Otacílio Silveira, a 500 metros dali.

"Foi muita luta para conseguirmos a construção desse 24 Horas. Fizemos passeatas, protestos, e a população aceitou muito bem aquela mudança, porque era melhor para todos", recorda Trisch.

Agora, a mudança é de cerca de quatro quilômetros até a UPA. Uma escolha, como destacou o vice-prefeito Maurício Medeiros, em seu discurso na manhã desta quinta, irreversível.

"De onde tiraríamos dinheiro para manter duas unidades 24 horas? Nós retomamos e concluímos a obra da UPA, e isso foi uma conquista para a cidade. Agora, estruturamos aqui na zona norte para o atendimento durante 12 horas. Os benefícios são muito maiores do que algum possível prejuízo", disse.

Inaugurada no final de março, a UPA tem capacidade para acolher até cinco mil pacientes por mês. Cinco vezes mais do que a renova unidade de saúde da zona norte.

Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE