Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Mudança no transporte

Cachoeirinha vai integrar o seu transporte municipal e intermunicipal

Com assinatura de contrato com a Metroplan, passageiros podem pegar qualquer ônibus e pegar passagem única até Porto Alegre, além de usar um único cartão, o TEU
08/02/2019 10:07 08/02/2019 10:07

Foto por: Fernando Lopes/GES
Descrição da foto: Integração assinada: prefeito Miki, secretário Costella, Bisch Neto e secretário Jorge
Em breve, os passageiros que circulam por Cachoeirinha terão um sistema que integrará o transporte municipal e o intermunicipal. A Prefeitura e a Metroplan assinaram um convênio visando a operação integrada dos sistemas urbanos e metropolitano de passageiros. O termo foi assinado na tarde desta quinta-feira e contou com a presença do secretário estadual de Logística e Transportes Juvir Costella, o diretor-superintendente da Metroplan Pedro Bisch Neto, o secretário municipal de Trânsito e Transportes Jaime Antonio da Silva e o prefeito Miki Breier.

A partir deste convênio, que entra em vigor em aproximadamente 30 dias, quem anda de Transcal ou de Stadtbus utilizará um cartão único, o TEU. “A partir deste sistema, a pessoa pode pegar o primeiro ônibus que passar na parada, não importa para onde ela vá. Por exemplo. Se está na Fátima e precisa ir até o Parque da Matriz e o primeiro ônibus que passa é um Transcal, a pessoa pode subir e ir”, explica Pedro Bisch Neto.

Outra vantagem é que a pessoa poderá pagar uma única passagem, caso pegue dois ônibus em até 90 minutos. “Se o passageiro sair do seu bairro em uma linha municipal e em uma hora e meia embarcar em um outro veículo para Porto Alegre, ele paga o valor de R$ 5,90 pelas duas viagens. Quando voltar, se precisar pegar um metropolitano e depois um municipal, acontece o mesmo. Acreditamos que, desta forma, haverá uma economia de cerca de R$ 4 diários para os passageiros”, acrescenta o superintendente da Metroplan.

Este modelo de integração já existe, em partes, em Viamão e também em Gravataí. “Mas da maneira como está sendo feito em Cachoeirinha ele é uma novidade. E é o que vem apresentando mais vantagens tanto para os usuários como para as empresas. Há uma integração, que proporcional agilidade, qualidade e segurança para os usuários”, conclui Bisch Neto.

Município terá corredor exclusivo

Outra novidade anunciada foi a criação de um corredor exclusivo de ônibus na Avenida Flores da Cunha para os horários de pico. A faixa da direita será pintada de azul. “Durante o horário de pico somente os ônibus municipais e intermunicipais irão circular naquela faixa. Isso dará mais fluidez e diminuirá o tempo de viagem dos passageiros, além de evitar acidentes, com a troca de pista. Esta é uma ação que prioriza o coletivo em detrimento do individual”, diz o prefeito Miki Breier.

Para o chefe do Executivo, o corredor aperfeiçoará a mobilidade urbana. “Mais de 100 mil veículos transitam por dia na Flores da Cunha. O corredor trará fluidez ao trânsito, agilidade e até mesmo economia. Precisamos, cada vez mais, pensar em um transporte público de qualidade”, acrescenta.

Ainda não há previsão para que o corredor seja criado, mas a expectativa é que ele comece a funcionar junto com a integração dos ônibus. O secretário de Trânsito e Mobilidade comemora. “Teremos mais qualidade para os nossos passageiros, menos poluição porque haverá a possibilidade de se diminuir a quantidade de veículos que se deslocam para o mesmo lugar e passageiros mais satisfeitos”, conclui. O convênio entra em vigor 30 dias após ser publicado no Diário Oficial do Estado.

Horários podem ser extintos

Com a integração dos transportes, as duas empresas de ônibus que circulam na cidade irão revisar os seus horários. Quando um veículo da Transcal e outro da Stadtbus estiverem percorrendo as mesmas ruas no mesmo horário, um só deverá permanecer. O secretário Jorge deverá se reunir com representantes das empresas nos próximos dias para revisar as tabelas.

O secretário Juvir Costella comenta que ações como esta proporcionam a gestão eficaz. “As empresas terão a sua economia e principalmente a população que passa a pagar um valor único de passagem quando tem a necessidade de circular pelos bairros de Cachoeirinha e depois ir a Porto Alegre.

Pelo acordo assinado, a Transcal repassará para a Stadtbus 20% do que arrecada com passageiros que estiverem se deslocando para Porto Alegre. Já a Stadtbus repassará 80% do que arrecadar com quem se dirige a Porto Alegre. Tudo será apurado através do sistema do cartão TEU e só vale para quem fizer a integração.

Stadtbus muda de nome

O secretário Jorge confirmou que uma mudança está acontecendo no transporte coletivo municipal. A Stadtbus passará, em breve, a se chamar Transbus. Apesar da mudança na nomenclatura, a empresa segue pertencendo ao mesmo grupo que tem sede em Santa Cruz do Sul. “O que eles nos explicaram é que é uma organização interna. A empresa mudou de CNPJ que está em vigor desde o dia 1o de fevereiro. Eles seguem atuando na cidade e têm o contrato mantido para fazer o transporte municipal na cidade”, explica.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE