Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Recomeço

Menores infratores ganharão carteiras de trabalho após cumprimento de penas

O objetivo é facilitar o ingresso dos jovens no mercado de trabalho e incentivar que eles não voltem a cometer crimes
28/11/2018 17:06 28/11/2018 17:06

Foto por: Divulgação/Fase
Descrição da foto: Convênio da Fase e FGTAS oferece oportunidade de jovens seguirem caminho fora da criminalidade
Uma nova parceria vai permitir que adolescentes infratores recebam carteiras de trabalho após o cumprimento das medidas socioeducativas no Rio Grande do Sul. O objetivo é facilitar o ingresso dos jovens no mercado de trabalho e incentivar que eles não voltem a cometer crimes.

O convênio foi assinado nesta quarta-feira (28) entre as fundações de Atendimento Sócio-Educativo (Fase) e de Trabalho e Ação Social (FGTAS).

Para o diretor-presidente da Fase, Robson Luis Zinn, além de recuperar a cidadania dos jovens, a medida facilita o ingresso em novas oportunidades de vida. "Junto com o Programa de Oportunidades e Direitos (POD), a iniciativa auxilia os adolescentes após o fim da medida. Ao lado da FGTAS, temos mais rapidez e agilidade na emissão da carteira, que é de suma importância para a realocação deles no mercado", afirmou.

Na avaliação de Rogério Grade, diretor-presidente da FGTAS, o diferencial da parceria é oportunizar inclusão social aos jovens. "Temos muito orgulho de fechar este convênio para fornecer mais oportunidades aos adolescentes", ressaltou.

O documento também inclui como responsabilidade da FGTAS a orientação para a qualificação profissional, a geração de trabalho e renda e o cadastramento dos egressos do Sistema Nacional de Emprego (Sine). A iniciativa atenderá Porto Alegre, Novo Hamburgo, Santa Maria, Passo Fundo, Pelotas, Santo Ângelo e Uruguaiana.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE