Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Tecnologia

Horário de verão 'chega mais cedo' para usuários de iPhone

Falha afetou principalmente os aparelhos conectados à rede da TIM.
15/10/2018 08:54 15/10/2018 08:56

O horário de verão começa oficialmente no Brasil no dia 18 de novembro, um mês do que tradicionalmente ocorre. Para usuários de iPhone, no entanto, o adianto no relógio começou mais cedo. Muita gente usou as redes sociais para reclamar que o relógio do telefone alterou automaticamente à meia-noite. Quem não notou a falha e tinha um alarme configurado acabou sendo despertado uma hora antes do horário correto.

A falha afetou principalmente os iPhones conectados à rede da TIM. 

Pelo Twitter, muita gente reclamou, xingou e contou histórias de como a rotina no início do dia foi alterada por conta da falha. 



Horário de verão só em novembro

O horário de verão começará no dia 18 de novembro — depois da realização das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A data de início estava prevista para 4 de novembro, mas foi adiada a pedido do Ministério da Educação para não prejudicar os estudantes que farão o exame, nos dias 4 e 11 do mês que vem.

Esta é a segunda vez que o início do horário de verão em 2018 é alterado. Tradicionalmente, o início é a partir da meia-noite do terceiro domingo de outubro, mas neste ano havia sido adiado para dia 4 de novembro – primeiro domingo após o segundo turno. A decisão ocorreu no final de 2017, quando Temer atendeu a um pedido do ministro Gilmar Mendes, então presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e assinou um decreto para reduzir o período com o objetivo de evitar conflitos com as eleições.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE