Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Meio ambiente

Pepsico, Danone e Nestlé se unem para fabricar garrafas ecológicas

Parceiros esperam produzir garrafas de 75% de base biológica até 2020 e aumentar rapidamente esse percentual para pelo menos 95%
10/09/2018 10:47 10/09/2018 10:48

A americana Pepsico se uniu às europeias Danone e Nestlé Waters em seu projeto para desenvolver garrafas de plástico 100% biodegradável, totalmente a partir de material vegetal sustentável, anunciaram nesta segunda-feira (10) os três grupos.

A Danone e a Nestlé Waters uniram-se no ano passado à empresa americana Origin Materials para criar garrafas plásticas (PET) com fibras de celulose (papelão usado, serragem, etc.).

O PET (polietileno tereftalato), um material reciclável, é um dos plásticos mais difundidos, amplamente utilizado para embalagens de alimentos e principalmente garrafas. Dos 20 milhões de toneladas produzidos a cada ano no mundo, menos de 1% não vem da indústria petroquímica.

A chegada da Pepsico "é mais uma prova da importância da tecnologia de ponta" criada graças a esta associação chamada Naturall Garrafa Alliance, declarou com satisfação Massimo Casella, chefe de pesquisa e desenvolvimento da Nestlé Waters, em um comunicado.

Após ter conseguido produzir amostras de PET com 80% de base biológica no ano passado, os parceiros esperam produzir garrafas de 75% de base biológica até 2020 e aumentar rapidamente esse percentual para pelo menos 95%, disseram eles.

As empresas esperam produzir 18 mil toneladas de PET a partir de 2020 em uma fábrica construída para esta finalidade no Canadá.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE