Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Polícia

Desaparecimento preocupa família em Cachoeirinha

Professor de dança e sua cunhada estão sumidos
12/09/2018 16:47 12/09/2018 17:28


Foto por: Divulgação
Descrição da foto: Homem e a cunhada estão desaparecidos
O desaparecimento, desde a manhã desta terça-feira, do professor de dança Evandro Ferreira, 42 anos, e da administradora Eliane Silva da Silva, 52, cunhada dele. Era por volta de 8h quando os dois saíram de casa, na Rua Carlos Leopoldo Schuler, no bairro Parque da Matriz, e desde então os parentes não tiveram mais notícia deles.

Conforme Janete Silva, 47, mulher de Evandro e irmã de Elaine, a saída pela manhã já era parte da rotina dos dois: "Ele deixava minha irmã no trabalho, uma revenda de carros na Parada 55, e depois ia até Gravataí, onde está fazendo um curso profissionalizante no Senac". 

Janete e Evandro moram no mesmo local com Elaine. O casal e a filha no piso inferior da residência, e Elaine no andar superior, com os pais. Funcionária da revenda há 20 anos, Elaine teve sua ausência sentida, tanto que a irmã recebeu um telefonema buscando informações sobre a falta ao trabalho. "Nem sei se algum dia ela faltou, por isso telefonaram perguntando se havia acontecido algo com ela, o que ainda não sabemos", contou Janete.

A irmã e o marido saíram de casa no Fiat Siena Fire vermelho de Evandro, placas IMV-0371. A família já entrou em contato com a Polícia Civil. "Estou ouvindo os familiares deles, requisitando e examinando imagens de câmeras de locais que coincidam com o caminho que fazem", relatou o titular da 1ª Delegacia da Polícia Civil em Cachoeirinha, delegado Leonel Baldasso, responsável por investigar o caso.  

Informações sobre o caso podem ser passadas à Polícia Civil pelos telefones 197 e 3470-1122, da 1ª DP.



Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE