Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Brasileirão

Inter vence e retoma vice-liderança

Na volta de D'Ale ao time titular, camisa 10 marca o gol decisivo e Colorado derrota o Vitória, no Beira-Rio
30/09/2018 20:28 30/09/2018 20:28

Foto por: Ricardo Duarte/Inter
Descrição da foto: D'Alessandro marcou o gol da vitória
Nem mesmo o torcedor mais pessimista esperava um jogo tão encardido neste domingo, contra o Vitória, no Beira-Rio. Apesar disso, o Inter venceu os baianos, por 2 a 1, e voltou à vice-liderança do Campeonato Brasileiro, com 53 pontos. O confronto marcou o retorno de D'Alessandro à equipe titular. O camisa 10 - como de costume - foi decisivo. O time voltou a vencer após duas rodadas sem resultados positivos.

Uma das principais virtudes do Inter na competição é a dedicação e aplicação. Não por acaso, boa parte das vitórias saíram nos minutos finais. Neste domingo, mais uma vez, a história se repetiu. Porém, se a redenção costuma chegar nas voltas derradeiras do ponteiro, na tarde de domingo, ela ganhou contornos de drama nos 90 segundos iniciais.
Os baianos deram a saída após o apito do árbitro e surpreenderam o Colorado. Victor Cuesta tentou colocar ordem na casa e afastou a primeira chegada do Vitória. No corte, levou a pior e precisou de atendimento médico fora do gramado. Nesse meio tempo, o rubro-negro largou na frente em gol contra de Emerson Santos. O zagueiro tentou recuar para Marcelo Lomba, mas se atrapalhou e tirou o goleiro da jogada.

A partida caminhava para um duelo repleto de situações inusitadas e polêmicas. Episódios para rechear o confronto e dar contornos de drama não faltaram. O Inter colocou bola na trave, obrigou o Vitória a afastar o chute de Nico López em cima da linha e, até mesmo, o gol de Camilo foi anulado. O sofrimento deu trégua aos 17min da etapa final, quando os ventos sopraram a favor dos donos da casa. Damião cabeceou firme e, sem chances para Ronaldo, colocou o placar em igualdade. Odair Hellmann mexeu na estrutura tática e apostou na velocidade de Rossi para dar mais mobilidade ao ataque. O Colorado começou a criar mais oportunidades e cavar faltas próximo da grande área. Em uma dessas bolas paradas, o árbitro enxergou toque de mão inexistente do volante Lucas Fernandes - que estava na barreira - e assinalou pênalti. Aos 40 min, D'Alessandro converteu a cobrança e garantiu a vitória do Inter.

Vermelhas

Após marcar no empate diante do Corinthians, na rodada passada, Leandro Damião voltou a balançar as redes. Este foi o 5º gol do centroavante na competição.

Emerson Santos marcou um gol contra, e ao final da partida pediu desculpas pelo erro e afirmou que faltou comunicação com Marcelo Lomba, mas enalteceu a força do grupo. “No vestiário, falamos que era necessário calma, porque o resultado positivo viria”.

O próximo compromisso do Inter pelo Brasileirão será sexta-feira, às 19 horas, diante do Sport, na Ilha do Retiro.

Internacional (2): Marcelo Lomba; Fabiano, Emerson Santos, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson e D'Alessandro; William Pottker (Camilo), Nico López (Jonatan Alvez) e Leandro Damião (Rossi). Técnico: Odair Hellmann.

Vitória (1): Ronaldo; Jeferson, Ramon, Lucas Ribeiro e Fabiano; Léo Gomes, Rodrigo Andrade e Meli (Wallyson); Neílton (Lucas Fernandes), Yago e Léo Ceará (André Lima). Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE