Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Perto dos líderes

Vitória na qualidade de Cebolinha...

Everton entrou no segundo tempo e no último lance da partida marcou gol de letra sobre o Flu
29/09/2018 20:39 29/09/2018 20:40

Foto por: Thiago Ribeiro/AGIF
Descrição da foto: Everton marcou golaço de letra
Ter um jogador de seleção no plantel de um clube faz toda a diferença. E principalmente quando ele decide um jogo e garante os três pontos para sua equipe. Caso do Grêmio, que vive em lua de mel com Everton, destaque nesta temporada. Na tarde deste sábado, mais uma vez ele apareceu para resolver. Contra o Fluminense, no Rio de Janeiro, em partida onde o técnico Renato Portaluppi preservou os titulares – por conta do jogo na Libertadores, terça-feira –, Cebolinha entrou no segundo tempo para fazer a diferença. Quando parecia que o duelo se encaminhava para um empate, em um jogo de pouca qualidade e muitos erros, ele foi cirúrgico. No último lance da partida, aos 47min, recebeu passe de Thonny Anderson nas costas do zagueiro, e quando pressionado pelo goleiro, finalizou de letra, com sabedoria e mostrando que tem muito recurso para decidir. O gol garantiu o Tricolor com 50 pontos e encostado nos líderes do Campeonato Brasileiro.

“Foi a primeira vez (que marcou um gol de letra). Contra o Ceará, na última rodada, acabei dando de calcanhar, ele tirou. Hoje, fui feliz. As duas equipes não tiveram muitas oportunidades. No final, tentaram sem sucesso. Fui feliz em um lance isolado. Dá para incluir. Estou vivendo momento mágico, nada melhor do que fazer gol nesse estilo. Foi no improviso. Eu ia bater girando. Vi que o Júlio César estava chegando. Foi uma vitória muito importante. Agora, é pensar no Tucumán. Não tem nada ganho”, resumiu o craque da noite, que recentemente foi convocado por Tite para os amistosos da seleção brasileira.

Azuis

“Não foi um jogo brilhante, mas também não corremos riscos durante a partida, o Fluminense não nos encurralou. No segundo tempo conseguimos tocar mais a bola, o Thonny mais no ataque junto com o Everton deu outra cara. Jogamos mais. Ser coroado com o gol no final mostra a qualidade do grupo”, disse Maicon.

Everton e Thonny Anderson construíram a jogada do gol gremista. Na coletiva, Renato Portaluppi falou sobre a opção de utilizá-los somente no segundo tempo.

“Eu trouxe exatamente para usá-los no segundo tempo, como aconteceu. Temos um jogo terça-feira. O desgaste é muito grande. Quando vi que o Gum ia sair, chamei imediatamente o Everton. O gol do Everton foi no espaço que a gente ia encontrar. É uma jogada forte, felizmente deu certo. Muita gente não acreditava na nossa equipe alternativa. Falei que o Grêmio vinha buscar a vitória. Não foi um grande jogo. O gramado não ajuda muito. Dei parabéns ao meu grupo. Foi difícil, mas conseguimos uma vitória importante, que nos coloca no topo da tabela.”

Ficha técnica:

Fluminense

Júlio César; Ibañez, Gum (Marcos Júnior) e Digão; Léo (Mateus Norton), Sornoza (Kayke), Richard, Dodi e Ayrton Lucas; Luciano e Everaldo Técnico: Marcelo Oliveira.

Grêmio

Paulo Victor; Leonardo, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira; Maicon, Kaio, Jean Pyerre (Thonny Anderson), Douglas (Thaciano) e Pepê (Everton); Alisson. Técnico: Renato Portaluppi.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE