Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Trânsito

Homem desce do carro e morre atropelado na BR-290, em Porto Alegre

Ambulâncias de resgate demoraram cerca de uma hora para chegar ao local do acidente
08/07/2018 23:07 09/07/2018 06:46

PRF
Um dos automóveis do acidente na BR-290 neste domingo (8)
Um homem de 65 anos morreu atropelado na BR-290, em Porto Alegre, na noite deste domingo (8). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima, que não teve a identidade divulgada, era motorista de um Fiat Tempra, de Gravataí, e estava fora do carro, estacionado no acostamento da rodovia, quando foi atingida por um Ford Focus, de Porto Alegre.

O motorista do Focus teria tentado fazer uma ultrapassagem, usando o acostamento quando atingiu o homem. O caso aconteceu por volta das 19h30, no quilômetro 102 da rodovia, próximo à Ilha das Flores. Por conta do impacto gerado pela batida, o Focus retornou para a pista central da BR-290 e bateu em um micro-ônibus, mas ninguém se feriu com a nova colisão.

A esposa do condutor do Fiat Tempra e o motorista do Focus foram socorridos pelo resgate e encaminhados para atendimento clínico. Conforme a PRF, ambos apresentavam apenas ferimentos leves.

Conforme relatos, as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) levaram cerca de uma hora para chegar ao local, pois precisaram se deslocar dos municípios próximos. A situação ocorre pelo término do contrato de concessão com a Triunfo Concepa, empresa que administrou a rodovia por 21 anos. O vínculo encerrou às 23h59 da última terça-feira (3) e não foi renovado. Entre as obrigações contratuais estava a realização, por parte da concessionária, das remoções de vítimas de acidentes.



Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE