Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Após decisão da Justiça

Petrobras suspende processo de parceria em refino com a Refap

Suspensão também ocorre com processos de outras três refinarias
03/07/2018 11:44 03/07/2018 12:20

PAULO PIRES/GES
Refap em Canoas
A Petrobras está suspendendo a venda do controle da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em Canoas, e de outras três refinarias no País. O comunicado foi feito nesta manhã de terça-feira (3) pela estatal. Hoje termina o prazo para que empresas ou consórcios manifestassem interesse na compra dos complexos pelos chamados "processos competitivos para formação de parcerias em refino". 

Segundo nota da Petrobras, as parcerias em refino, divulgados em abril deste ano, compreendem a alienação de 60% das refinarias Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, e Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco, bem como das refinarias Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, e Presidente Getúlio Vargas (REPAR), no Paraná, por meio da criação de subsidiárias e posterior alienação de suas ações. A oferta engloba ainda ativos de transporte e logística integrados a estas unidades.

A empresa informou que a suspensão dos processos foi tomada "em decorrência de decisão cautelar proferida pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que questiona dispositivos da Lei das Estatais". 

As parcerias de refino, segundo a empresa, fazem parte do reposicionamento estratégico da Petrobras no segmento de refino, transporte e logística, em linha com o seu Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2018-2022, que prevê o estabelecimento de parcerias e desinvestimentos como uma das principais iniciativas para mitigação de riscos, agregação de valor, compartilhamento de conhecimentos, fortalecimento da governança corporativa e melhora da financiabilidade da empresa.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE