Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Cris Manfro

Bem vindo, ano novo

"Aniversário é um marco concreto de mudanças e oportunidades"
17/06/2018 06:00

Cris Manfro é psicóloga clínica, terapeuta de família e casal e mediadora familiar
acmanfro@terra.com.br

Chegar à metade do ano tem duplo impacto para mim. Primeiro porque seis meses do ano se passaram e eu troco de idade. Amo fazer aniversário. Nunca tive grandes festas, mas sempre teve bolo, família e amigos. A comemoração é um ritual de passagem e uma oportunidade de nos festejarmos na idade que for. As crianças não gostam de trocar a comemoração de aniversário por presentes ou viagens e eu também não. Quando viajo no dia do meu aniversário, como hoje, antecipo ou atraso meu encontro com os amigos e família. Aniversário é um marco concreto de mudanças e oportunidades. Li no site Receitas e Saúde, uma matéria legal sobre aniversário e uma divisão interessante sobre idades.

0 a 7 anos: estruturando o corpo
7 a 14 anos: explorar o mundo
14 a 21 anos: integrar-se a um grupo
21 a 28 anos: vivenciar o mundo e conhecer a si mesmo
28 a 35 anos: equilibrando razão e emoção
35 a 42 anos: aumentar o discernimento
42 a 49 anos: buscando ser único
49 a 56 anos: ouvindo mais o seu interior
56 a 63 anos: confiando na intuição
de 64 anos em diante: dedicando o seu melhor  e o que aprendeu para o mundo.

Voltando ao ritual da festa de aniversário, acredita-se que começou na Grécia. Eles decoravam um bolo de mel, redondo, acendiam velas e faziam pedidos que fossem levados aos deuses e eles, em troca, enviariam suas bênçãos ao aniversariante. Na Europa, acreditava-se que o aniversariante ficaria vulnerável aos espíritos, chamados de fadas boas e más, e reunir amigos e familiares, celebrando e enviando desejos de felicidade, seria como um cinturão de energia positiva e proteção contra os perigos. Para os gregos os presentes serviam como proteção contra espíritos do mal e partilhar a comida era proteção e bênçãos ao aniversariante.

Eu nunca tinha pensado nos amigos e familiares como um escudo de proteção contra o mal, mas gostei demais do simbolismo. Sempre pensei no aniversário como uma oportunidade de me sentir amada, mas agora terá mais importância por associar os amigos como fonte de proteção. Mesmo que você não goste de aniversários, passe a comemorar, afinal agora tem um motivo a mais, que é o de buscar proteção e afeto positivo.

No judaísmo, o aniversário é um dia propício a mudanças. Dia de renascer e festejar um novo começo. Hoje, comemorando a oportunidade de viver, de ter amigos e ter vocês aqui. Espero receber toda a proteção que vem do afeto genuíno. Amar e ser amado é o maior presente da vida e o maior escudo de proteção. Quero aproveitar o meu novo ano para de acordo com a etapa, “ouvir mais o meu interior” e ter mais sabedoria para ser mais assertiva de todas as formas com todos que vivem ao meu redor. Que assim seja. Viva eu! Bem vindo ano novo.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE