Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Cris Manfro

Quando você não merecer

"Todas as relações têm suas partes feias, seus segredos ruins, suas realidades difíceis"
20/05/2018 06:10

Cris Manfro é psicóloga clínica, terapeuta de família e casal e mediadora familiar
acmanfro@terra.com.br

Cada vez mais vejo “grandes amores” se perdendo nas primeiras dificuldades. Passamos de um tempo de “eu tenho que suportar tudo” para um tempo de “eu não devo suportar mais nada”! Amar quando tudo está bonito, tudo anda bem e sem problemas é fácil. E desse “é fácil” muita gente não quer abrir mão. As pessoas querem ficar somente com a parte boa da relação, com a parte boa do outro. Infelizmente isso não existe. Nem em novela. Todas as relações têm suas partes feias, seus segredos ruins, suas realidades difíceis.
Amar de verdade implica em você conhecer as partes feias do outro. Implica em você mostrar as suas partes feias, porque, sim, todos nós temos partes feias, e mesmo assim o outro querer ficar, mesmo assim você optar pelo seu amor, pelo outro, pelo que você acredita e decidir permanecer. A única certeza que podemos ter na relação a dois é que cedo ou tarde decepcionaremos e seremos decepcionados. Somente depois desses pequenos ou grandes episódios é que poderemos dizer se temos um grande amor de verdade e se desejamos lutar e trabalhar por esse amor.
Estamos na era de não lutarmos muito pelo que é complicado, difícil ou que exija muito trabalho. É sempre mais fácil ceder à sensação de ir embora ou mandar alguém embora do que tentar ceder pela relação e consertar, contornar e regular. Assim, temos construído relacionamentos passageiros, sem consistência, frágeis, vulneráveis e que por isso mesmo são tão descartáveis. No amor verdadeiro é diferente. A pessoa que ama você de verdade estará ao seu lado quando você pisar na bola, quando decepcionar, quando não fizer o que foi esperado, quando falhar nas expectativas, quando trair de qualquer forma, enfim, quando você menos merecer.
Da mesma forma, se surpreenderá quando optar por estar, permanecer e ficar ao lado de alguém que tenha lhe decepcionado de todas as formas e que, mesmo assim, você encontre motivos para continuar junto. Quando for contra todas as suas convicções filosóficas do que faria ou diria se alguém o decepcionasse e, de repente, você se vê ali lutando, apesar das suas dores, da sua raiva, da revolta ou da mágoa. Nessas horas é que você entenderá o que é alguém ser importante na sua vida. O que é compromisso de afeto, responsabilidade e amor. Você entenderá o que é um relacionamento construído, feito de histórias, vivências, momentos exercidos e curtidos juntos. Entenderá a força dos obstáculos vencidos, etapas cumpridas e que garantem alicerces seguros e fortes. Entenderá o que é cuidado, zelo, proteção, dedicação e luta por uma relação. Quando você não merecer ou o outro não merecer e mesmo assim ficarem ao lado um do outro é que entenderão o que é amor. O amor que traz a felicidade, a sensação de pertencer um ao outro haja o que houver e a sensação de completude. Mas lembrando que o não merecer tem que ter limites.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE