Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Ospa em Cachoeirinha

O parabéns pelos 52 anos será em ritmo clássico

Apresentação será no dia 20 de abril, na Igreja Matriz
14/04/2018 16:41 14/04/2018 16:43

A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre vai presentear Cachoeirinha com um concerto no dia 20 de abril, às 20h30, na Igreja São Vicente de Paulo (Igreja Matriz), abrindo as comemorações pelos 52 anos da cidade. Sob a regência do maestro Evandro Matté e com solos da soprano Andiara Mumbach, a apresentação faz parte da Série Interior, com patrocínio da Corsan e apoio da Prefeitura e da Ágora Escritório de Produção. "Para nós é um orgulho muito grande fazer parte deste roteiro, ainda mais nas vésperas em que a cidade completa seus 52 anos de fundação. Nada melhor do que comemorar com música de alto nível", elogiou o prefeito Miki Breier.

Conforme a produtora cultural e jornalista Sônia Zanchetta, desde 2013 a Orquestra não se apresentava em Cachoeirinha. "Sei que na Igreja Matriz foram três apresentações: em 2007, 2012 e 2013. Antes disso, a orquestra esteve aqui, mas com concertos em outros espaços, assim me contaram", revelou.

Repertório

Nesta apresentação, os músicos trazem o seguinte repertório: a trilha do famoso musical West Side Story, conhecido, no Brasil, como Amor, Sublime Amor, do compositor norte-americano Leonard Bernstein (1918-1990), cujo centenário de nascimento é lembrado em 2018. Em seguida, a Ospa executa Bachianas Brasileiras nº 5, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959), com os solos da soprano Andiara Mumbach. Também integram o repertório a abertura de A Força do Destino e a ária Caro Nome, da ópera Rigoletto, de Giuseppe Verdi (1813-1901), com mais uma participação de Andiara Mumbach. O programa segue com La Cumparsita, tango de Gerardo Matos Rodríguez (1897-1948), reverenciado no mundo inteiro, em um arranjo especial de Arthur Barbosa, e se encerra com a Suíte Chimango nº 1, com excertos da opereta Chimango do próprio Barbosa.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE