Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Fora de casa

Grêmio bate o Cruzeiro na estreia do Brasileirão

Com gol do estreante André, Tricolor conquistou os primeiros três pontos na competição
14/04/2018 19:18 14/04/2018 19:20

Lucas Uebel/Grêmio
Everton fez grande partida e contribuiu para o gol de André, que fez sua estreia no Grêmio
Mostrando que vem mesmo para buscar o título do Brasileirão 2018, o Grêmio estreou na principal competição do futebol nacional neste sábado. E com o pé direito. Foi a Minas Gerais, encarou o Cruzeiro e venceu por 1 a 0. Partida novamente marcada pela alta intensidade e autoridade do Tricolor. O gol foi do estreante André. No primeiro tempo o que se viu foi um respeito imenso do time de Mano Menezes para com o Grêmio. A cada vez que os gaúchos tinham a posse de bola, o Cruzeiro baixava todas as suas linhas de marcação. Mano povoava o meio-campo e esperava o erro gremista para tentar puxar o contra-ataque.

No Grêmio era sentida a falta de Luan, um abridor de espaços, dado o futebol burocrático de Cícero. Com maior posse de bola, o Tricolor tentava a jogada ofensiva pelo lado esquerdo, em infiltrações de Cortez e de Everton, mas sem conseguir furar o bloqueio mineiro. André, que fazia sua estreia, mostrava disposição e interesse e incomodava a zaga da Raposa. Numa partida até então sem chutes a gol, a melhor chance da equipe de Renato Portaluppi veio aos 29min. Everton driblou dois defensores mineiros dentro da área e na hora do chute apareceu o pé salvador do zagueiro Dedé, mandando a escanteio. Equilíbrio que foi até os 45min finais.

Autoridade
O placar do jogo mudou na segunda etapa. E a favor do Grêmio. Logo aos 5min, Cortez cruzou da esquerda e Ramiro testou livre. A bola espirrou nas perna de Léo, com Fábio já caído no lance. O maior volume gremista foi recompensado aos 9min. Ramiro venceu Egídio na linha de fundo e cruzou de três dedos. Everton, no primeiro pau, desviou de cabeça para a segunda trave e André, acompanhando a jogada, se lançou na redonda para mandar pras redes. Gol de centroavante. E a intensidade gremista se manteve. Everton quase ampliou aos 15min. Driblou dois marcadores, deu um pancada de direita e Fábio brilhou, tirando com a ponta dos dedos. O jogo ganhou em nervosismo a partir dos 28min, na expulsão de Kannemann. Mas, com uma autoridade impressionante, o Grêmio segurou a pressão do Cruzeiro até os 50min. Rodou a bola, segurou o jogo, catimbou e mostrou a personalidade de um time que sabe o que quer. Agora, o foco volta a ser a Libertadores da América. Na terça-feira, é o Cerro Porteño, no Paraguai.

Ficha técnica

CRUZEIRO

Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral (Mancuello); Robinho, Thiago Neves e De Arrascaeta; Rafael Sobis. Técnico - Mano Menezes.

GRÊMIO

Marcelo Grohe; Léo Moura, Paulo Miranda, Kannemann e Cortez; Arthur e Maicon (Jailson); Ramiro, Cícero e Everton (Michel); André (Bressan). Técnico - Renato Portaluppi.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE