Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Recuperação da história

Um farol de luz na Paróquia da Boa Viagem

Obra de ampliação da igreja que trará um resgate histórico da cidade completa um ano neste mês
12/01/2018 12:57 12/01/2018 12:57


Diléa Fronza/GES-Especial
Obra está em andamento e deve ser concluída até 2021
Quem passa a ponte e entra em Cachoeirinha já consegue ver que a nova igreja da Boa Viagem já mostra toda a sua imponência. O projeto iniciou há um ano e deve ser concluído até 2022 quando a paróquia completa 50 anos. Conforme conta o pároco Eduardo Delarezi, o projeto de ampliação quer recuperar a história de Cachoeirinha através da mudança arquitetônica da igreja.

“Cachoeirinha teve uma colonização açoriana . Há 86 anos foi construído, neste mesmo local, a primeira igreja da região e é o resgate dela que estamos buscando”, explica. “Estamos remodelando para recuperar uma página da história da nossa cidade. É uma obra atemporal, que lembra o nosso passado e fará com que as futuras gerações vejam um pouco da nossa história”, acrescenta.

A primeira


Diléa Fronza/GES-Especial
A primeira igreja, derrubada em 1970
A primeira igreja do povoado de Cachoeirinha foi construída há aproximadamente 85 anos. Situada no mesmo local onde a Boa Viagem está hoje, ela era pequena e tinha capacidade para cerca de 30 pessoas. Foi derrubada em 1970 e deu lugar ao atual prédio que agora recebe a reforma.



Comunidade unida em prol do sonho


Diléa Fronza/GES-Especial
Como vai ficar a Boa Viagem
A inspiração para o projeto veio da igreja Nossa Senhora do Rosário da cidade de Rio Pardo. Depois de uma grande pesquisa arquitetônica, chegou-se à conclusão que ela seria a mais parecida com aquilo que se buscava para Cachoeirinha.

O projeto recebeu um nome especial. É o Farol de Luz de Cachoeirinha. “O nome é inspirado no hino da nossa comunidade. E ela está unida pela obra. Sempre que é chamada aos eventos ou então contribuindo mensalmente para a realização deste sonho, a comunidade está aqui”, garante Gilmar Weigel, administrador da igreja.

A paróquia não divulga quanto deverá ser o gasto total da obra. Até o momento, foram investidos cerca de R$ 270 mil. Para o tesoureiro da paróquia, Marciano Borges de Matos, que viu a primeira igreja ser demolida, o momento é especial. “É gratificante fazer parte dele. Estamos cuidando de tudo para que seja uma obra histórica”, afirma.

O engenheiro Paulo Sergio Vitorino afirma que até o final do ano que vem a fachada deve estar pronta. A partir daí inicia a reforma na parte já existente. “É uma obra muito complexa, que traz a história ao mesmo tempo aliada à modernidade. A tecnologia usada nela é a de última geração”, diz.

O padre Eduardo garante que a nova cara da Boa Viagem também mudará a chegada a Cachoeirinha. “Cerca de 70 mil pessoas passam por dia pela Avenida Flores da Cunha. Vamos entregar um monumento à fé que fica numa posição estratégica de nosso município”, finaliza.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE