Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Riozinho

Em 11 dias, duas pessoas morrem afogadas nas águas da Cascata Três Quedas

Último caso aconteceu neste sábado, mas corpo foi localizado somente no domingo
08/01/2018 08:45 08/01/2018 08:47

Corpo de Bombeiros Voluntários de Rolante/Especial
Cascata na localidade do Chuvisqueiro, interior de Riozinho, em segundo acidente em 11 dias

Em apenas 11 dias, as águas da paradisíaca Cascata Três Quedas, na localidade de Chuvisqueiro, no interior de Riozinho, já registrou duas mortes por afogamento. O último caso foi neste sábado (6) quando Ademar Lemos de Figueiredo, de 49 anos, escorregou e caiu ao tentar tirar uma foto da família. O corpo só foi localizado no domingo, após buscas dos bombeiros. Em 26 de dezembro, o porto-alegrense Vinicius Ferreira Dulac também havia morrido após se afogar durante nado no local. 

Em ambos os casos, as vítimas não conheciam a cascata e estavam como visitantes. Algo muito comum durante o verão, uma vez que o local é um dos mais procurados por quem busca se refrescar das altas temperaturas, assim como a vizinha Cascata do Chuvisqueiro. Por ser um ambiente em meio à natureza e de beleza característica, acaba atraindo turistas de todo o Estado. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros Voluntários de Rolante, a área é perigosa e de difícil acesso, localizada a dois quilômetros da estrada principal, em meio à Mata Atlântica. Embora o banho não seja proibido, a corporação destaca que a região apresenta alto risco. O local também não possui sinalizações de advertência, apenas de orientação.

Ainda conforme os Bombeiros Voluntários, acidentes na área do Chuvisqueiro e de Alto Riozinho podem ocorrer por falta de cuidado e curiosidade das pessoas. "O pessoal vai além dos limites e acaba provocando esses acidentes. É preciso saber que é diferente nadar em uma piscina e ir para o meio da natureza, em uma cascata ou arroio, onde a pressão da água é muito forte", afirma um dos bombeiros efetivos rolantenses, Adércio Garcia Torna.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE