Jornais
FECHAR
  • Jornal NH
  • Jornal VS
  • Diário de Canoas
  • Jornal de Gramado
  • Correio de Gravataí
Grupo Sinos
Diário de Cachoeirinha
Publicado em 09/03/2015 - 11h32
Última atualização em 09/03/2015 - 11h36

Faltou entrosamento e futebol para o Inter na nona rodada do Gauchão

Diego Aguirre afirma que viu coisas positivas, mas reconheceu falhas da equipe

Ricardo Marques - ricardo.marques@gruposinos.com.br

O técnico Diego Aguirre afirmou que viu coisas positivas no Inter diante do Juventude e reafirmou a importância de fazer testes, mas também reconheceu as falhas de sua equipe. “Trocamos 11 jogadores, aí faltou entrosamento”, comentou. Após a primeira derrota no Campeonato Gaúcho, ele voltou a destacar que precisa trabalhar com todo o elenco colorado. “Temos de nos recuperar rapidamente dessa derrota e seguir com a ideia de dar futebol para todos, para que todo o nosso grupo ganhe ritmo e seja importante nas competições que temos pela frente.”
 
Segundo o técnico, a derrota foi justa. “Eles fizeram as coisas melhor que a gente”, enfatizou Aguirre. “O Inter começou bem, mas tivemos erros depois disso. Inclusive tomamos um gol por uma falha”, apontou o treinador. Depois tentamos buscar alternativas no segundo tempo, mas não foi suficiente para ganhar o jogo”, afirmou o técnico. Assim como em outras ocasiões, Aguirre voltou a dividir a responsabilidade entre todo o time. “Não podemos falar apenas da nossa defesa.
 
Temos de recuperar a bola lá na frente e todos participam disso, necessariamente.” O técnico destacou que um erro isolado proporcionou o gol adversário e reconheceu que as mudanças promovidas na segunda etapa não tiveram o efeito desejado. “Fomos bem nos primeiros 20 minutos e depois tivemos erros, com o gol do Juventude saindo de erro nosso.” Uma das decisões do técnico questionadas após a partida foi a utilização do zagueiro Ernando na ala direita. “Foi uma experiência. Já havia dito que queria testar ele por ali, mas não podia fazer isso em um jogo da Libertadores, tinha de ser no Gauchão e fizemos neste domingo. Ele não teve força para atacar, mas também não comprometeu a defesa. Então, se precisarmos do Ernando nessa função já temos uma ideia de como será”, salientou Aguirre.
 
A partir de hoje, antes do confronto da volta contra o Emelec pela Libertadores, que ocorre no próximo dia 18, no Equador, o Inter precisar focar nas duas partidas que tem pela frente no Campeonato Gaúcho. Ele destacou que as mudanças e testes continuam no Estadual. “A gente vinha de duas grandes vitórias na Libertadores, com dificuldades e erros, mas temos que seguir trabalhando e focar no que vem à frente”, completou Diego Aguirre.

Publicidade