Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
BAH!rulho
Lançamento

Causa é o primeiro disco do hamburguense Lorenzzo Tomás

Compositor de 18 anos lança belo trabalho independente influenciado pelo folk e pela MPB
17/01/2018 23:34 17/01/2018 23:37

Divulgação
Lorenzzo Tomás lançou o disco Causa no início deste ano
O jovem compositor hamburguense Lorenzzo Tomás, de 18 anos, está divulgando o seu primeiro disco: Causa. O trabalho independente foi lançado no início de 2018 e é o segundo registro sonoro do cara, que já havia colocado na rua o EP Até As Estrelas Morrem Um Dia, que saiu no final do ano passado. "No EP, eu não sabia ao certo o que estava fazendo, ou quais eram minhas ambições. Mas uma galera começou a me ouvir e percebi que eles estavam gostando das músicas e do estilo. Então foi algo bem inesperado quando as pessoas ficaram pedindo muito pra que pusesse as canções no Spotify. E deu certo. Esse primeiro disco tem poucas músicas, mas foram bem trabalhadas. O lançamento do EP e do álbum foram tão próximos justamente porque as pessoas ficavam me perguntando muito 'E aí, quando sai o álbum?', e isso me animou demais", conta Lorenzzo Tomás.

As cinco canções de Causa foram compostas por Lorenzzo e gravadas no estúdio da Pine Apple, em Novo Hamburgo, e também na casa do músico. Ele já planeja o próximo disco: "será mais extenso, com até 13 músicas". Causa conta com as participações de Gustavo Togni e de Fernanda Arnold, que integram a banda Três na Estrada juntamente com Lorenzzo Tomás. O trio já prepara o primeiro lançamento do grupo.

As influências de Lorenzzo passeiam pelo folk e pela MPB. "Desde cedo, eu já curtia música 'estranha'. Aquelas músicas gauchescas que meus pais ouviam me causavam um desconforto muito grande. Então fui apresentado ao rock nacional e à psicodelia, mas me encontrei de verdade no folk norte-americano e na MPB do Gil e do Caetano", revela. "Atualmente, minhas influências se baseiam em cantores da nova era da MPB, como Rubel, Phill Veras, Phillip Long e, principalmente, um artista recente e não muito conhecido chamado Rodrigo Alarcon." Vale dar uma conferida no trabalho do cara, que está disponível no Spotify. Aqui, o Bah!rulho te deixa com a música Canção da Saudade, do disco Causa, que tem participação de Fernanda Arnold nos vocais, e com Planeta Pinheiro, uma das três belas faixas do EP Até As Estrelas Morrem Um Dia. Se liga aí:


Diário de Cachoeirinha

BAH!rulho

por André Heck
andre.heck@gruposinos.com.br

Rock, pop, alternativo, hip hop... enfim, música. Essa é a proposta do Bah!rulho, editado pelo jornalista André Heck. Um apanhado geral do que rola nos palcos e discos mundo afora, com informação e opinião, tudo em volume muito alto.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE