Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Amigo Bicho

O Jorá está precisando de ração para alimentar seus animais

Acamado e sem poder sair de casa, ele tem 50 cães para alimentar
28/11/2017 17:08 28/11/2017 17:08


Mariane Batista/Divulgação
Jorá abriga em sua casa cerca de 50 cães e está precisando de ajuda
Uma campanha está tomando conta das redes sociais para ajudar o jornalista aposentado Jorá Machado. Há aproximadamente 15 anos, o homem de 78 anos atua como protetor animal. “E em todo este período, posso contar nos dedos os animais que consegui doar adultos. As pessoas não os querem, preferem filhotes”, conta.

Os filhotes foram indo e os adultos ficando. Hoje, Jorá tem cerca de 50 animais em uma casa no bairro Granja Esperança em Cachoeirinha. Acamado e com sérios problemas de saúde, ele foi levado pelos filhos para Porto Alegre onde está morando e sem condições de sair da cama. Os animais ficaram na residência e são cuidados pela sua ex-mulher. Para doar um pouco dos animais, Jorá já recorreu às protetoras de animais e até ao governo municipal. “Só que as protetoras também estão com suas casas lotadas e o poder público lavou as mãos. Infelizmente, acho que só a Justiça poderá resolver essa situação. Estou falido, se não tivesse, daria um jeito, mas tudo acabou, até o dinheiro.”

Ordem de despejo

Em agosto do ano passado, Jorá recebeu uma ação de despejo da sua residência, no bairro Granja Esperança. O prazo para deixar o imóvel, dado pela Justiça, expirou há mais de um ano e ele segue com os animais no local.

“Minha ex-mulher segue lá cuidando dos animais. Há 14 meses entrei com um pedido de ajuda na Prefeitura para tirar os cães de lá, mas até agora ninguém fez nada. A juíza despachou pela minha saída, mas não sabia que tinha cachorro, então seguimos lá até que for possível”, diz.

O aposentado segue em busca de ajuda para alimentar os peludos. Agora sem poder sair da cama, a situação ficou mais grave ainda. “Vaquinhas” feitas por anônimos estão tentando manter a alimentação dos animais, mas já não é mais o suficiente. “Já fiz um apelo de socorro nas redes sociais. Não sei mais a quem recorrer. Gostaria de doar esses animais para alguém que vai cuidar, mas é muito difícil”, destaca Jorá.

O secretário de Sustentabilidade, Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Cachoeirinha, Nelson Martini, diz que o poder público pouco pode fazer. “Não temos para onde levar os animais. Nosso auxílio é somente fazendo campanhas de adoção, porque não temos outra alternativa. A cidade não tem um canil”, explica.

Como ajudar

Para ajudar com ração de cães, você pode entrar em contato com o Jorá, através do telefone 99910-1750 ou e-mail joramachado@gmail.com.

A compra também pode ser feita através de uma petshop de Cachoeirinha, que ajuda o protetor. Interessados podem ligar para a pet e fazer a compra da ração. O telefone de lá é 3047-9422.


Diário de Cachoeirinha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE