Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

Central do Assinante: (51) 3600.3636
Central de Vendas: (51) 3591.2020
Whatsapp: (51) 99101.0318
PUBLICIDADE
Prevenção

Começa campanha para atualizar vacinação de crianças e adolescentes

Principal objetivo da mobilização que segue até 22 de setembro é a revisão e atualização das cadernetas de vacinas

Começa nesta segunda-feira a Campanha Nacional de Multivacinação 2017 voltada para crianças e adolescentes menores de 15 anos, que, no Rio Grande do Sul, representam mais de 2 milhões de pessoas. O principal objetivo da mobilização é a revisão e atualização das cadernetas de vacinas. Todas as doses disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS) serão oferecidas nos postos e unidades básicas de saúde dos municípios até o dia 22 de setembro. O próximo sábado (16) será o Dia D da campanha.

O Calendário Nacional de Vacinação prevê 14 vacinas para as crianças e oito para os adolescentes. Por isso, a orientação da Secretaria Estadual da Saúde (SES) é que toda a população-alvo compareça aos serviços de saúde levando a caderneta de vacinação. Dessa forma, os profissionais avaliarão se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que devem ser aplicadas para completar o esquema vacinal.

Contra a pólio
Sobre a vacinação da pólio, que é uma das incluídas na estratégia, a SES informa que não ocorrerá de forma indiscriminada para todas crianças menores de 5 anos. Ela estará disponível nas suas duas apresentações. A injetável deve ser aplicada aos dois, quatro e seis meses de idade. Além dela, a criança precisa de outras duas doses de reforço, aos 15 meses e aos 4 anos de idade. Essas doses são feitas com a versão oral (gotinhas).

Menores de 7 anos

  • BCG (tuberculose): dose única ao nascer. Disponível para crianças menores de 5 anos não vacinadas.
  • Hepatite B: uma dose ao nascer.
  • Pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite): três doses
  • Vacina Inativada Poliomielite (VIP) - injetável: três doses
  • Vacina Oral Poliomielite (VOP): duas doses gotinhas
  • Rotavírus: duas doses
  • Pneumocócica 10 valente: duas ou três doses
  • Meningocócica C conjugada: duas doses
  • Febre amarela: dose única
  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola): duas doses
  • Tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada): dose única
  • DTP (difteria, tétano e coqueluche): duas doses
  • Hepatite A: dose única
  • Varicela: criança indígena deve receber uma dose aos quatro anos

Dos 7 aos 15 anos

  • Hepatite B: três doses. Criança ou adolescente com esquema vacinal incompleto não precisa reiniciar o esquema, apenas completá-lo conforme situação encontrada.
  • Febre amarela: uma dose para residente ou viajante das áreas com recomendação de vacinação ou com recomendação temporária de vacinação
  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola): criança ou adolescente que comprovar duas doses da vacina tríplice viral ou duas doses de tetra viral ou uma dose de tríplice viral + uma de tetra viral deve ser considerado vacinado.
  • Vacina dT (difteria e tétano): três doses com intervalo de 60 dias entre elas. Na gestante, pode ser administrada a partir da comprovação da gravidez, em qualquer período gestacional.
  • Tríplice Bacteriana Adulto – dTpa (difteria, tétano e coqueluche): gestante a partir da vigésima semana.
  • Meningocócica C conjugada: dose única para adolescente de 12 a 13 anos.
  • HPV: duas doses para meninas de 9 a 15 anos e para meninos de 11 a 14 anos. Quem só recebeu a primeira dose, pode completar o esquema vacinal.
  • Varicela: para criança ou adolescente indígena a partir dos cinco anos não vacinado ou sem comprovação vacinal.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE