Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423 (parada 63) - Monte Belo - Gravataí - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

PUBLICIDADE
Aaron Hernandez

Ex-astro do futebol americano encontrado morto na prisão

Aaron Hernandez defendeu o New England Patriots

Jim Rogash/AFP
Aaron Hernandez jogou pelos Patriots
O ex-jogador de futebol americano Aaron Hernandez, de 27 anos, foi encontrado morto nesta quarta-feira (19) dentro de sua cela em uma penitenciária onde cumpria pena de prisão perpétua por assassinato, anunciaram as autoridades carcerárias. Hernandez, que defendeu o New England Patriots, foi encontrado enforcado em sua cela por agentes penitenciários de Shirley, Massachusetts, por volta de 3h05. Um comunicado do Departamento Correcional de Massachusetts informa que Hernandez foi encontrado com um lençol amarrado no pescoço e preso à janela da sua cela. "O sr. Hernandez também tentou bloquear sua porta por dentro, ao colocar vários itens encostados na porta". A polícia afirma se tratar de suicídio.

De acordo com a nota oficial, os agentes utilizaram técnicas para tentar salvar a vida do ex-jogador do Patriots. Ele foi levado para um hospital de Massachusetts, onde um médico declarou sua morte às 4h07. O detento estava em uma cela individual. A polícia iniciou uma investigação.

O ex-astro da NFL cumpria pena de prisão perpétua sem direito à liberdade condicional pelo assassinato de Odin Lloyd, um jogador semi-profissional de futebol americano, em junho de 2013. Ele também havia sido acusado pelo homicídio de dois homens em Boston em 2012, mas foi absolvido há cinco dias. 

Hernandez, em um determinado momento da carreira, chegou a ter um contrato de US$ 40 milhões, por cinco anos, com os Patriots.

Jim Rogash/AFP
Aaron cumpria pena por assassinato


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS