Olá leitor, tudo bem?

Use os ícones abaixo para compartilhar o conteúdo.
Todo o nosso material editorial (textos, fotos, vídeos e artes) está protegido pela legislação brasileira sobre direitos autorais. Não é legal reproduzir o conteúdo em qualquer meio de comunicação, impresso ou eletrônico.
VOLTAR
FECHAR

Av. Dorival Cândido Luz de Oliveira, 6423, 2º andar. Parada 63 - Vera Cruz - Gravataí. - CEP: 94050-000
Fones: (51) 3489-4000

PUBLICIDADE
Falta de água

Agergs e Corsan discutem problemas de abastecimento de água na região

Conselheiro-presidente da entidade diz que a população já não aguenta mais o descaso
Arquivo/GES
Falta de água
O Conselheiro-Presidente da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (Agergs), Alcebíades Santini, marcou para a manhã de terça-feira (10), uma reunião na sede da autarquia com o presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Flávio Presser, e com o diretor de operações da companhia, Eduardo Carvalho, para tratar sobre o desabastecimento de água nos municípios da região Metropolitana de Porto Alegre, com destaque para Gravataí.
As reclamações de usuários à Ouvidoria da Agergs que chegam pelas redes sociais e pelos canais oficiais da repartição são incisivas em solicitar uma solução para o problema que já dura 15 dias.
No final de 2016, em uma reunião convocada pelo Conselheiro-Presidente da Agergs, a direção da Corsan informou que o problema de abastecimento em Gravataí, Alvorada e Viamão, teria sido solucionado após o conserto de uma adutora na região.
De acordo com as mensagens recebidas pelo Facebook, pelo Twitter e pelo canal de contato da Ouvidoria da Agergs em seu website, o problema tornou a ocorrer e as justificativas dadas pela Corsan não surtiram o efeito desejado pela concessionária, causando indignação e cobrança com maior rigor à Agergs, fazendo com que uma nova reunião ocorra.
Na tarde desta segunda-feira (09), o presidente Alcebíades Santini e o Conselheiro Luiz Dahlem, da Agergs, estiveram reunidos com o procurador do município de Gravataí, Jean Pierry Torman, para obter mais informações sobre as ocorrências de falta de água, que segundo os usuários reclamantes, são recorrentes e que têm ocorrência sempre nos meses mais quentes.
Munidos destas informações, os conselheiros da Agergs, partem para a reunião em busca de uma solução para o desabastecimento e de saídas preventivas ou paliativas para quando elas voltarem a ocorrer.
"A população está cansada"
Santini comentou o caos no abastecimento na região. “O consumidor não aguenta mais chegar em casa e não ter água nas torneiras. Não adianta conversa. Queremos uma solução para o que vem acontecendo nos municípios. O consumidor também não quer mais promessa, ele quer água”, afirma.
O conselheiro-presidente afirma que é preciso encontrar soluções. “A Corsan precisa ter prioridades, pois o consumidor não aguenta mais desculpas. Faltou água em função de falta de luz? Tem que ter gerador. Rompeu adutora? Providencie caminhão pipa. A empresa tem que ter plano B, C, D, o que for preciso para atender seu consumidor”, acrescenta.
Santini complementa dizendo que se nada for feito, a Agergs deverá multar a Corsan. Os consumidores podem fazer denúncias na ouvidoria, através do telefone 0800-9790066 e também através das redes sociais da agência.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Capa do dia

FOLHEIE O SEU JORNAL PREFERIDO NA TELA DO SEU COMPUTADOR.

ACESSE ASSINE AGORA
51 3600.3636
CENTRAL DO ASSINANTE

51 3591.2020
CENTRAL DE VENDAS DE ASSINATURAS